Sonda New Horizons atinge ponto mais próximo de Plutão

Na última terça-feira (14), foi comemorado um marco na história: a sonda New Horizons atingiu o ponto mais próximo de Plutão.

plutao-nasa-2896

Plutão (crédito: NASA/Reprodução)

Depois de nove anos viajando, a sonda New Horizons finalmente chegou próximo a Plutão. De acordo com a NASA, a agência espacial americana responsável pela missão, depois de viajar por nove anos e quase 5 bilhões de quilômetros (distância entre a Terra e Plutão), a sonda chegou a ficar a 12.500 km do planeta anão – o ponto mais próximo que a sonda conseguiria alcançar. Considerado o último mundo inexplorado no Sistema Solar, a sonda sobrevoou ao planeta e as primeiras imagens captadas já foram divulgadas nas redes sociais, mostrando a superfície do planeta que parece desenhar um coração quando observado de longe.

As imagens enviadas mostraram Plutão em tons de vermelho e laranja, com vales, montanhas e crateras. Foi possível, também, visualizar Caronte, a maior lua do planeta anão. Alguns dos dados enviados pela sonda indicam que Plutão pode ser maior do que o imaginado, o que poderia fazer com que ele retornasse à categoria de planeta.

Equipada com câmeras e outros instrumentos, a New Horizons foi programada para reunir uma riqueza de imagens de Plutão que vai colaborar com a ciência para analisar mais detalhes sobre a superfície e a temperatura do planeta e de sua região, chamada de Cinturão de Kuiper, além de suas cinco luas, Caronte, Estige, Nix, Hidra e Cérberos.

Foram quase 15 anos de planejamento, construção e vôo da espaçonave New Horizons através do sistema solar. Se tudo ocorrer bem, a sonda deve funcionar ainda por uns 30 anos e a recompensa será para toda a humanidade.